Um lugar para os que são, os que ainda não são e os que não vão chegar a ser, conversarem e trocarem experiências.

Saturday, August 18, 2007

24 quadros por segundo



Hoje eu queria atender ao telefone como Bette Davis e descer uma escada como Gloria Swanson.
Hoje eu queria jurar a um pôr-do-sol com a força de Vivian Leigh e ter Marlon Brando aos meus pés como Kim Hunter.
Hoje eu queria poder guiar um holofote com um simples movimento de pescoço, como Catherine Zeta – Jones e fazer um streaptease na abertura dos créditos, como Jane Fonda.
Hoje eu tava muito afim de tomar o meu café numa esquina deserta, de manhãzinha bem cedo, como Audrey Hepburn.
Hoje eu queria poder aceitar que as coisas podem ser diferentes, como Giulieta Massina e transformar o choro em sorriso.
Hoje eu queria suspirar realizado depois de minha primeira tarde como prostituta, sob o olhar penoso de uma camareira, como Catherine Deneuve.
Hoje eu queria tocar fogo em uma cama como Carmem Maura e tomar um pote inteiro de sorvete ao som de “all by myself”, como Reneé Zellweger.
Só hoje eu queria desprezar com um movimento de sobrancelhas como Meryl Streep e fazer um feitiço vudu com Cher, Michelle Pfeiffer e Susan Sarandon.
Hoje eu queria ver um filme sozinho, como Mia Farrow e esquecer por alguns instantes da minha vida real.
Só hoje eu queria me conformar, como Julia Roberts, atendendo àquele celular imenso!
E dar tchauzinho, com as costas das mãos, sem nem me virar, como Liza Minelly.
Eu queria conseguir me despedir como Ingrid Bergman, derramando apenas uma ou duas lágrimas.
Mas acima de tudo.
Acima de tudo eu queria reencontrar como Barbra Streisand e ter o peito de decidir esquecer, arrumando levemente o cacho de Robert Redford com a mão.
Porque ontem nos vimos, meio por acaso. E eu quis perguntar um monte de coisas. Quis que ele me dissesse exatamente um monte de coisas.
Mas aí eu pensei nessas moças todas, sabe? E todas elas disseram que não.
E eu engoli tudo que tinha pra dizer. Porque, afinal de contas, não mudaria nada, né?
E eu não saí com ele. Nem com minha amiga e o amigo (namorado?) dele que estavam junto e iam a uma boate.
E fui pra um barzinho que EU gosto.
E me cerquei de meus irmãos. Aquele povo, aquele, que te ouve contar as mesmas histórias vezes seguidas e sempre tem saco de repetir os conselhos. Aquele povo que nem sempre concorda contigo, às vezes briga de tapas, mas que por isso mesmo, te ama demais.
Tá ruim quissó.
Mas eu pensei em Penélope Cruz e umas amigas, carregando sozinhas uma geladeira imensa.
Sem homem nenhum, acredita?
E eu percebi que passa.
Passa.

19 Comments:

Blogger Jota said...

Passa, sim.

E como.

4:31 PM

 
Blogger Manuca said...

This comment has been removed by the author.

7:15 AM

 
Blogger Manuca said...

um grande amigo me disse uma vez:
passa...até a UVA!!!!
;)

7:16 AM

 
Blogger Dawson said...

Querido,

Vai passar, com certeza.

Força e um BIG beijo!!!

9:04 AM

 
Anonymous La Pasta said...

Seu texto foi um dos mais saborosos que tive a oportunidade de ler nos últimos tempos. Essas mulheres que você evocou dançam também no meu imaginário e muitas vezes me aconselham os dias. E como ela nos fazem homens melhores, não? grande abraço pra ti

7:44 PM

 
Blogger cam.brz said...

passa sim e um certo dia quando nos deparamos ... passou! fica a lembrança das coisas boas que nos faz seguir.

4:58 AM

 
Blogger FOXX said...

amigo
lindo como sempre
texto perfeito como sempre


passa
demora mais passa
apesar q tb fica
tem um arranhaozinho que fica lá
sempre

8:01 AM

 
Anonymous LeoDF said...

ADORO esse texto!!! Tá dificl de entrar no msn, viu! Vou tentar hj de novo!

7:44 AM

 
Blogger Lyginha said...

Texto lindo perfeito...

E como disse o rapaz ali tudo na vida passa até a uva...

11:27 AM

 
Anonymous cris ® said...

Pois eh pois eh... nada como o tempo para curar tudo.
Com certeza vai passar.
Mas espero que não passe em branco. Que o que tu viveu sirva de bagagem para o resto todo.
Adoro o teu blog.
Grande beijo!

12:51 PM

 
Blogger Ricardo Mantler said...

Hoje eu queria mesmo era gozar como o Márcio Pitbull atolado pelo Marcelo Cabral. Ui...

Hahahahaha.... tudo passa neném.

Mas não entendi mesmo a referência da Herculana. Será que sou burra?

5:39 AM

 
Anonymous Garçom said...

Ah, passa. Passa sim. Perfeito o seu texto.

1:12 PM

 
Blogger FOXX said...

amigo
meu texto lá no blog é ficção

6:42 PM

 
Blogger Adso Eco said...

Já diz o dito: Até uva passa...

11:51 AM

 
Blogger to que to said...

Olá....
Parabéns pelo texto..vc tem a magia das palavras.
Maravilhoso.
Abs
Bruno

12:49 PM

 
Blogger rafaeℓa said...

lindo lindo texto!
parabéns!

:]

12:22 PM

 
Blogger Angelus Gautama said...

O post é pré-histórico e eu realmente espero que o que havia pra passar, já passou.

Mas não podia deixar de comentar a narrativa: fiquei deliciosamente emocionado.

Beijo grande!

9:21 AM

 
Blogger Fabio said...

è a primeira vez que leio teu blogue...tenho devorado todos os teus posts...queria ter lido esse quando precisei! Que passa, passa... mas até passar só a força dessas divas e dos amigos para aliviar a sensação de balão murchando que a gente tem no coração.

1:57 PM

 
Blogger Fabio said...

è a primeira vez que leio teu blogue...tenho devorado todos os teus posts...queria ter lido esse quando precisei! Que passa, passa... mas até passar só a força dessas divas e dos amigos para aliviar a sensação de balão murchando que a gente tem no coração.

1:57 PM

 

Post a Comment

<< Home